Todo o Rio de Janeiro

JAPONESES ESTÃO CADA VEZ MAIS SOLTEIROS E SEM INTERESSE EM NAMORAR

Interesse

A ideia de namorar na Suécia pode evocar fantasias românticas, como jantares à luz de velas em apartamentos nórdicos minimalistas ou caminhadas na neve na companhia de parceiros que gostam da natureza e têm corpos esculturais. A realidade para profissionais expatriados que moram no país e esperam encontrar ali sua cara-metade, no entanto, é outra. Até mesmo na capital Estocolmo, que vive uma grande crise habitacional, ainda é mais barato morar sozinho do que em outras grandes cidades que atraem talentos internacionais, como Londres ou San Francisco. Para estrangeiros como a brasileira Raquel Altoe, de 34 anos, a singularidade de trabalhar em uma das sociedades com mais solteiros do planeta tem uma desvantagem distinta. No entanto, um relatório divulgado pela agência de pesquisas Estatísticas Suécia em revelou que apenas uma entre quatro pessoas que chegaram ao país solteiras encontrou um parceiro depois de cinco anos. Eu estou procurando por algo mais sério agora.

Garotas procuram homem 367937

Curiosidade pelo fenômeno

Mas, como voce mesma disse, cada um sabe de si. Parabéns mais vez pela delicadeza com que escreveu. Tati Sato Fevereiro 17, at pm Oi Cintia! Acho que se alguém entende as consequências do tipo de relacionamento que ela entrou e as aceita, ótimo para ela; que eles sejam felizes. Mas acho muito complicado quando alguém acredita no padeiro e encomenda sonhos, me entende? Acho que precisamos ter um pouco mais de maturidade. Isso, para mim, é suicídio.

1. Par Perfeito

Uma pesquisadora portuguesa casada com um suíço escolheu o tema como tese de doutorado. O fenômeno, segundo a pesquisadora, passa por questões mais profundas quanto a simples preferência física ou quimera exótico. Outro ponto é o fato de o Brasil pertencer ao tribo de alto contexto, outra forma de avaliar uma cultura. Fonte: Departamento Federal de Estatísticas swissinfo.